Sobre

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Quando a crise chega como você reage?

Quem nunca passou por um momento que ficou sem saber o que fazer? Perda de emprego? Dívidas? Contas para pagar?

Marcos Araujo
Marcos Araujo

Quando esses momentos chegam até sua porta temos duas opções: Deixar o desânimo nos sufocar ou reagir e lutar!

Eu sou a Marcos Araújo e minha história é uma dessas histórias de quem fez dos limões uma limonada.

Alguns dizem que pode ser inspiradora… eu digo que é totalmente possível e alcançável!

Muitas vezes achamos que estamos preparados para a crise, financeiramente e psicologicamente, mas só quando ela chega é que realmente conseguimos ter noção do tamanho da dificuldade.

Hoje eu vim aqui dividir com você a experiência de alguém que superou uma das crises mais temidas: DESEMPREGO.

Eu levava uma vida “normal”, digo dentro dos padrões que consideramos normal. 

Eu sou engenheiro com 15 anos de atuação na área, já tive empresa de representação, de informática, já fui operador, supervisor, gerente, empresário… 

Sempre trabalhei, trabalho desde dos 14 anos de idade em um fábrica, apesar de ser como aprendiz era daqueles trabalhos de acordar as 5 da manhã, todos os dias.

muito e nunca neguei serviço,  tinha toda a minha vida dentro da “caixinha tradicional”, uma carreira, férias uma vez por ano.

Valenttina no Colo

Depois que a minha filha nasceu em 2014, este trabalho la começou a me incomodar, pois como disse trabalhava muito, cerca de 16 horas por dia todos os dias (empresa Japonesa) no qual sou muito grato.

pois eu queria me permitir acompanhar de perto o crescimento dela, vivendo uma paternidade real com todas as suas belezas e surpresas.

No início de 2015 nosso país sofreu o início de uma das maiores crises econômicas já vistas até hoje e essa crise levou muitas empresas a demitirem, e (felizmente) eu fui uma dessas pessoas.

“Mas porque felizmente? Ser demitido é horrível!”

Calma! Rrsrsrs, a oportunidade muitas vezes está vestida de crise.

Passei mais de cinco meses procurando emprego, não conseguia uma entrevista sequer, e ter todo aquele tempo livre, mas sem perspectiva me causava tristeza, desânimo, culpa e depressão.

Depois desses 5 meses eu comecei a ficar muito preocupado e com medo de perder minha independência financeira, ficar endividado, depender de alguém, ter que abrir mão das minhas conquistas de bens materiais. 

Até que um dia tomei a decisão de fazer algo. Sair daquela dependência do sistema.

Decidi buscar minha liberdade através do empreendedorismo.

Eu queria fazer algo que me proporcionasse liberdade de administrar meu próprio tempo, fazer meus próprios horários, que eu pudesse trabalhar em qualquer lugar, então procurei formas de ganhar dinheiro na internet e tive acesso a uma enxurrada de conteúdo gratuito.

Todos esses conteúdos serviram pra eu entender o que eu queria, mas não foram efetivos para que eu soubesse exatamente como fazer e pra que eu pudesse montar um plano de ação efetivo.

Até que um dia eu descobri o AFILIADO ORGÂNICO e decidi me lançar de cabeça.

Leonardo David - Curso Afiliado Orgânico
Leonardo David – Curso Afiliado Orgânico

“Quando eu descobri o Afiliado Orgânico percebi que ele era um pessoa comum que tinha mudado de vida e já tinha ajudado a mudar a vida de muita gente. Hoje ele mudou a minha realidade e a da minha família também!”

Eu passei dois meses estudando e aplicando os ensinamentos do Afiliado Organico até que o projeto “Eu não sou fichado” ,que justamente tem a conotação de não estar empregado, registrado “fichado” na linguagem popular, fosse lançado e em menos de um mês de trabalho, realizei minha primeira venda e seguindo os estudos com muita dedicação e trabalhando de forma disciplinada o meu negócio não parou de crescer mais!

Eu tenho 2 GRANDES MOTIVADORES na minha vida:

1. A minha filha Valenttina, pois meu maior sonho era ser pai e me sinto plenamente realizado, e tudo o que eu aprendi e coloco em prática, me permite estar a maior parte do meu tempo com ela. E eu quero que mais pessoas possam viver seus próprios motivadores diariamente, sem aquele sentimento de culpa ou frustração, sabe?

2. Continuar ajudando muitas pessoas através do divulgação de vagas de emprego para quem quer continuar neste mundo, e nao tenho nada contra, afinal foi treinados e ensinados nossa vida toda a viver assim

E Empreendedorismo, para quem quer realmente mudar de vida e viver um liberdade financeira com tempo para fazer o que ama, que e sempre meu propósito, utilizando os meus dons e conhecimentos em favor do próximo, falando de cada ideia, das dificuldades, desafios, erros e claro, dos acertos de cada um!

Grande abraço!

Atualmente eu faturo mais de R$ 6.980,50 por mês no conforto do meu sempre ao lado da minha filha Valenttina!!!

Grande abraço!